Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mulheres de Armas

Mulheres de Armas

25
Abr18

MANIFESTO 25/4

Mulheres de Armas

No dia 25 de Abril de 2018, saímos mais uma vez à rua, em nome de todas as mulheres.

Saímos à rua para celebrar as conquistas da luta antifascista e do período revolucionário, que abriram portas para um mundo mais livre e mais justo, onde as mulheres puderam conhecer alguma liberdade profissional, política e familiar, face a leis tão reaccionárias e retrógradas que hoje nos parece incrível sermos filhas dessas mães que as viveram na pele.

Saímos à rua para homenagear todas e todos aquelas que sofreram, e não tão raras vezes morreram, às mãos da ditadura colonialista: de fome e miséria, na prisão política, na guerra colonial, nos calabouços da PIDE. Que ninguém diga que somos um país de brandos costumes.

Mas acima de tudo, saímos à rua, porque ainda há tudo a fazer. Porque os sonhos da revolução não se cumpriram. Saímos à rua em nome de todas as mulheres, em nome de toda a classe subjugada, contra todas as opressões, pela justa luta por um trabalho digno, um acesso à saúde e à habitação que não nos cubra de vergonha, uma educação que nos liberte em vez de nos tolher. Saímos à rua porque o machismo ainda é a realidade com que coexistimos cada dia, cada hora.

Não, o machismo não é um resquício do passado que sobrevive nalguns comportamentos individuais. É peça central do funcionamento do Estado burguês e patriarcal em que vivemos, que diariamente nos oprime no mercado laboral; que sistematicamente permite que sejamos mortas e violadas impunemente, com a vergonhosa colaboração do sistema judicial; que controla os nossos corpos, a nossa sexualidade, a nossa maternidade.

Ainda e sempre: trazemos a luta na voz, as armas no corpo e a História nas mãos! Não nos rendemos, não nos calamos!
A Vitória será nossa!

25abril.jpg

24
Abr18

Não Passarão!

Mulheres de Armas

Há quem diga que celebrar Abril já não representa nada... Quarenta e oito horas depois de iniciarmos uma série de posts a relembrar o horror da ditadura, eis que vemos a página brindada com comentários de fachos, machistas e defensores da "Portugalidade", ao que podemos somar mensagens privadas a achincalharem-nos e alguns dos nossos perfis denunciados.

Eles andam aí, sem vergonha na cara, com odes saudosas aos ditadores e a destilar fel contra a liberdade. E nós gostamos que saiam debaixo das pedras em que residem o resto do ano, para os identificarmos, para os incomodarmos e para lhes dizermos claramente, com todas as letras:

NÃO PASSARÃO! 

 

fists.jpg

 

 

23
Abr18

DE ABRIL A MAIO COM AS MULHERES DE ARMAS

Mulheres de Armas
Iniciamos hoje nove dias de publicações muito especiais nos Memes Feministas: vamos de Abril a Maio, a luta nos nossos dedos, a revolução no teclado.

Um pequeno teaser: até ao dia 25 de Abril relembramos o lugar de subjugação da mulher na ditadura e as conquistas feministas do período revolucionário. E até ao Primeiro de Maio, dia em que juntamos a nossa voz à de todas as trabalhadoras e trabalhadores em luta, celebramos da única forma que podemos: relembrando o muito que ainda está por fazer, num projeto '5 dias, 5 polémicas', que promete discutir sem medo algumas das principais questões fracturantes no feminismo atual. 

Fiquem connosco. A vitória será nossa.

 

cravo.jpg

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub